Especial para trekking

Si o enfoque de uma escapada é esportivo, a continuação oferecemos uma lista de lugares que convidam a realizar trilhas. Trata-se de paisagens rurais, de serra e inclusive desérticos, nos quais é possível realizar caminhadas, que não estão isentas de um certo grau de dificuldade.
Valle Edén e Laureles (Tacuarembó)

Valle Edén e Laureles (Tacuarembó)

Tacuarembó conta com zonas muito atrativas para os amantes do trekking. Valle Edén é um lugar perfeito para uma caminhada em meio da natureza, mas que também apresenta quedas de água, e também ali se encontra o museu Carlos Gardel. Além disso, no estado também se encontra Laureles, um destino com espaços naturais surpreendentes dotados de cascadas e quebradas com zonas aptas para tomar um banho. Cavalgadas, observação de pássaros, banhos nas ondas de água cristalina e muitas outras aventuras se oferecem ao excursionistas.
Como chegar: Valle Edén (Ruta 26, km 208).
Laureles (dirigir se ao quilometro 407 da ruta 5 e de ai ingresar 40 quilometros).

Sierra de las Ánimas (Maldonado)

Sierra de las Ánimas (Maldonado)

A Sierra de las Ánimas é um desses segredos dignos de ser descobertos. Esta cordilheira se localiza no km 86 da ruta Interbalneária, enfrente ao parador Los Cardos e para aceder a ela deve se pagar entrada. A melhor alternativa é fazer uma visita guiada a través do serviço Red Ánimas (redaminas@gmail.com), que oferece diversos tipos de passeios. Estes variam em função dos diferentes graus de dificuldade e interesse.
(www.sierradelasanimas.com)

Valle del Lunarejo (Rivera)

Valle del Lunarejo (Rivera)

Um destino pouco conhecido no país é o Valle del Lunarejo, com paisagens únicas, dominado por cascadas e formações de pedra surpreendentes. Localiza-se 65 km ao sul de cidade de Rivera (450 quilômetros ao norte de Montevidéu) e se trata de uma área protegida, de 20 mil hectares, que conformam um corredor biológico para espécies de flora e fauna subtropicais. Dotado de vales e quebradas, as quedas de água, os paredões de pedra e uma frondosa vegetação tomam conta do cenário, habitat de animais típicos da zona, como tamanduás pequenos, gatos margay e quatis e bandurrias amarillas. Assim mesmo existem umas 150 espécies de aves, entre as que vivem no lugar e as migratórias. Entre os cursos de água se destaca o arroio Lunarejo, de uma beleza sem igual no Uruguai. Outro atrativo da zona é o trabalho de seus artesões, que utilizam em suas obras os elementos que a natureza lhes proporciona. Lã, couro e plantas nativas são parte da matéria prima para suas criações de indumentária e outros artigos. Igual dedicação recebem os alimentos caseiros de Lunajero, entre os que se destacam os doces, as conservas e a extração de mel de grande qualidade.
Como chegar: deve se tomar a ruta 5 rumbo a cidade de Rivera. Antes de chegar a ela deve se desviar para a ruta 30 até o km 238, onde se encontrara o ingresso ao valle.

Passeio pelas dunas (Rocha)

Passeio pelas dunas (Rocha)

Existem formas muito distintas de desfrutar um passeio pelas dunas. O primeiro é mais cômodo e consiste em ingressa em veículos 4x4 desde o terminal de entrada a Cabo Polonio até o paradisíaco povo costeiro. Trata-se de um passeio entre as dunas que nos leva poucos minutos, mas que permite desfrutar da viagem entre as dunas. A outra alternativa dá um pouco mais de trabalho e implica um esforço maior. Consiste em cruzar o arroio Valizas e começar por ali uma longa caminhada a través do mar de dunas (em um cenário realmente desértico). Este caminho tem uma extensão de uns 10 km e além de usar proteção para o sol é necessário levar água. Como Chegar: por Cabo Polonio (ruta 10 km 264,5).
Por Valizas: tomar ruta 9 até o km 265, ali se continua pela ruta 16 e antes de chegar a Aguas Dulces tomar ruta 10, por onde deve se recorrer uma distancia de uns seis km até a entrada de Valizas.